Melasma: qual filtro solar devo usar?

Sabe-se que o MELASMA não tem cura, mas pode retroceder e ser contido. Para tanto, é fundamental compreender alguns fatores envolvidos com o risco de surgimento do melasma. Neste post vamos abordar sobre o filtro solar.

O que se descobriu atualmente é que, além dos temidos raios ultravioleta (os UVA e UVB) estarem ligados ao aparecimento e a piora do melasma, a luz visível também promove a produção irregular de melanina.

Mas como é que a gente se protege contra o sol e a luz visível?  Com uso frequente e correto de filtros solares. Os filtros têm de ser físicos ou orgânicos, com proteção alta e cor, pois os pigmentos conseguem bloquear a passagem da luz e refleti-la (ou absorvê-la) antes que estimule a pele. Também, precisam ter amplo espectro e proteger das radiações UVA e UVB. O filtro solar deve ser passado em porção generosa, ser cuidadosamente espalhado e repassado a cada três horas.

Lembre-se, não existe filtro especial que proteja da radiação da luz visível e, desse modo, a COR faz-se indispensável, pois bloqueia a luz de lâmpadas artificiais e computadores.

Dra Raquel Vale- Fisioterapeuta Dermato Funcional- Responsável Técnica do Centro de Saúde e Estética Elegance